Bilhões de espíritos aguardam por um corpo físico

14:07 Meu Livro Espírita 0 Comments


> Texto retirado do Grupo Socorrista Obreiros do Senhor Jerônimo Mendonça Ribeiro

Neste período de transição planetária em que vivemos, a "fila" da reencarnação está enorme. Bilhões de espíritos aguardam por um corpo físico.

Algumas seitas sempre falam no fim do mundo, no final dos tempos. O espiritismo explica que estamos vivendo um período de transição. Deixaremos de ser um mundo de prova e expiação para sermos um mundo de regeneração.


A estimativa, segundo trabalhos com a espiritualidade, é de que haja em torno de 30 bilhões de espíritos na Terra, entre encarnados e desencarnados. Há espíritos que não reencarnam há séculos, e precisam apressar-se se quiserem permanecer no planeta. Os que não se adequarem às novas diretrizes serão deportados.

Um outro tipo de vida nos espera, com mais responsabilidades, com participação direta sobre os destinos daqueles que nos são caros e que ficaram para trás.

Ao longo de séculos e milênios, vamos formando afeições e vínculos de toda espécie com muitos espíritos. Formamos grandes grupos, sobre os quais exercemos influência e pelos quais somos influenciados. Uns progrediram mais, outros menos, alguns estacionaram há tempo.

É hora de abandonarmos questões vãs, mágoas, recalques, ódio, sentimento de vingança, ambição desmedida, desejo exacerbado. Tudo o que nos ligue à animalidade é sempre prejudicial, mas num período como o que vivemos não é só prejudicial, é decisivo.


Nosso maior esforço será em relação ao nosso próximo. Todos nós conhecemos pessoas que não são exatamente elevadas mas pelas quais temos algum sentimento que fará com que nos responsabilizemos por elas.

Não temos mais tempo para brincadeiras. Não podemos mais nos dar ao luxo de nutrir mágoas. Se realmente levarmos alguns séculos para reencarnar novamente, encontraremos este planeta mudado.

Serão outros valores, outros padrões de pensamento e comportamento para com o próximo.

Texto retirado do Grupo Socorrista Obreiros do Senhor Jerônimo Mendonça Ribeiro

Comente com o Facebook: